Factos, Trends

Obrigado a todos!

Surge este post para celebrar uma marca especial na vida do Mentes Brilhantes: após quase 3 anos de existência, este blog passou a marca das 100.000 visitas! 🙂

Tendo em conta a vida atribulada que levo e a irregularidade com que me posso dedicar à escrita, é com muito orgulho que vejo o fruto desta minha “carolice”, que se deve apenas a um público generoso e fiel, que partilha comigo esta paixão pelas pessoas e pelo talento 😉

Por isso, meus amigos: a todos o  meu sentido OBRIGADO!

Resta-me retribuir continuando a escrever, de preferência com mais regularidade, mas sempre com a mesma paixão!

Para vós, deixo um dos meus vídeos preferidos (em versão actualizadíssima!) que foca os temas das pessoas e do talento, bem como da Web 2.0 num tempo de mudança exponencial. Chama-se “Did You Know?”.

Enjoy it!

Factos, Reflexões

Back to writing!

image

Quase ao fim de seis meses de abstinência literária, eis que finalmente retomo a actividade aqui no Mentes Brilhantes, em grande parte devido a uma preciosa ajuda: a app do WordPress que instalei no meu seguramente indispensável Samsung Galaxy S! 🙂
Na verdade, sem esse precioso auxiliar, seria impossivel estar a aproveitar um tempo «morto» como este (estou a vigiar uma frequência na Universidade Católica) para escrever um post. Tendo em conta as cada vez maiores exigências de tempo que a minha vida de empresário e docente me colocam, este passa a ser um formato de escrita indispensável!
Nestes seis meses muita coisa aconteceu: o mundo mudou, o país mudou, as ameaças aumentaram, mas também as oportunidades… Sobre tudo isso falarei daqui para a frente.
Aproveito este post só para partilhar convosco uma reflexão que estes seis meses de silêncio me «ensinaram»: a diferença entre um blog activo e um blog vivo.
Um blog activo implica ter um blog em que os autores publicam conteúdos com regularidade. Isto constitui uma prática virtuosa e desejável, pois mantém o interesse dos leitores através da novidade.
O Mentes Brilhantes prova que nem sempre isso pode acontecer 🙂
No entanto, aprendi que mais interessante que ter um blog activo, pode ser ter um blog vivo, ou seja, um blog que, independentemente da frequência do refrescamento de conteúdos, ainda assim continua a ter leitores frequentes e mesmo novos leitores.
Um blog activo pode ter poucos leitores e um tráfego pouco dinâmico, mas se for um blog vivo, terá um público significativo e crescente mesmo com uma actividade intermitente. Se o blog for vivo, teremos conseguido desenvolver a chamada escrita social, ou seja, uma forma de escrever que gera tráfego.
Aprendi isso nestes seis meses, ao perceber que, contra as minhas expectativas, o Mentes Brilhantes, mesmo sem posts novos, mantinha quase 3000 visitas por mês.
Sobre a escrita social escreverei num post futuro.
Sabe bem estar de volta 😉