Recomendações, Trends

Corporate Social Networks – como usar as redes sociais nas empresas

Acabei de receber um estudo da Forrester intitulado “Corporate Social Networks Will Augment Strategic HR Iniciatives”. Apesar do título ser demasiado “afunilado”, pois dirige o interesse apenas para os profissionais de recursos humanos, o estudo tem um interesse que vai muito para lá desse âmbito. Este estudo reforça a pertinência da Web 2.0 , e muito especialmente das… Continue reading Corporate Social Networks – como usar as redes sociais nas empresas

Reflexões, Trends

Negócios e Web 2.0: o talento em rede

Acabei de espreitar um estudo da McKinsey muito interessante, intitulado “Business and Web 2.0: an interactive feature“. Recomendo vivamente a sua leitura, pois mostra-nos, com dados concretos, como as organizações estão a usar as ferramentas da web 2.0 para criar mais valor. É muito interessante constatar, por exemplo, que há uma significativa maioria de colaboradores… Continue reading Negócios e Web 2.0: o talento em rede

Desafios, Eventos, Trends

Fundação Talento: construir o futuro de Portugal

Estive ontem no jantar de lançamento da Fundação Talento em Lisboa. Foi um prazer e uma honra fazer parte desta iniciativa, um verdadeiro movimento da sociedade civil ao serviço do futuro de Portugal. Antes de mais quero deixar uma palavra de apreço e admiração para o meu amigo Tiago Forjaz, um dos maiores visionários da… Continue reading Fundação Talento: construir o futuro de Portugal

Eventos, Reflexões, Trends

O paradigma do mundo em rede

Reli há uns dias um excelente artigo de opinião do António Vidigal, que foi publicado em tempos no DE com o título “Um Mundo em Rede” infelizmente já não disponível online). Nesse artigo, o António Vidigal dava alguns exemplos de como as redes sociais podem alavancar novos modelos de negócio, baseados na cooperação e na… Continue reading O paradigma do mundo em rede

Reflexões, Trends

Factor P

O post de hoje surge de um cruzamento de leituras diversas que, de forma feliz, me levaram a mais uma reflexão. A primeira leitura (que recomendo), vem da London Business School. Da autoria do Prof. Julian Birkinshaw, o artigo chama-se “Play hard, work hard”. Nesta peça de estudo e reflexão, o autor expõe diversas conclusões a… Continue reading Factor P

Reflexões, Trends

Talentologia – parte II

Pois bem, cá volto eu ao tema da Talentologia. O Tiago Forjaz vai ter de me perdoar tanto alarido à volta do conceito, mas o seu contributo para a gestão do talento é uma pedrada no charco suficientemente poderosa para que mereça que nos detenhamos por algum tempo a apreciar o seu pensamento e a… Continue reading Talentologia – parte II

Reflexões, Trends

Controlholics: Produtividade e Marx… ou como matar o talento

Surge este post da leitura de outro post, neste caso do Rui Grilo que, no seu blog Ideias em Série, nos fala do chamado Choque de Gerações. Este é um post que vale mesmo a pena ler, pois evidencia como pode ser ridícula hoje a tentação controleira que alguns gestores têm nas suas organizações, traduzida… Continue reading Controlholics: Produtividade e Marx… ou como matar o talento

Reflexões

A Falácia do Monte Olimpo

A propósito do meu post “O Mito da Coerência Estratégica”, tive o prazer de ser contactado pelo autor citado – Desidério Murcho -, que muito gentilmente me disponibilizou um artigo por ele escrito e publicado no blog Crítica na Rede, sob o título “Acesso privilegiado à verdade” (a leitura requer subscrição). Neste desempoeirado artigo, Desidério Murcho… Continue reading A Falácia do Monte Olimpo

Trends

Web 2.0: a competitividade pós-capitalista

Um estudo recente da McKinsey confirma as boas novas que muitos de nós anteviam: a Web 2.0 veio para ficar! No survey “Building the Web 2.0 Enterprise”, fica clara a tendência das empresas para apostar nas ferramentas da Web 2.0, especialmente após um período de “experimentação controlada”, que permita a confirmação do “value for the… Continue reading Web 2.0: a competitividade pós-capitalista

Eventos

Star Tracking Lisboa 2008: proudly portuguese!

Ontem ocorreu no Campo Pequeno um evento a todos os títulos notável: o encontro global de talentos Star Tracking Lisboa 2008, que fechou um périplo mundial pela rede global de talentos portugueses espalhados pelo mundo, e que passou por Londres, Paris, Madrid ou Nova Iorque. Porque considero este evento notável: pela capacidade de mobilização em… Continue reading Star Tracking Lisboa 2008: proudly portuguese!